Para o dia do casamento ser realmente feliz!

O casamento é um dos dias mais felizes da vida, um dia especial, único. Tudo gira em torno dos noivos. É o início de uma nova vida, agora juntos. Mas o planejamento do casamento pode trazer situações e sentimentos ruins à tona e até comprometer a alegria do grande dia! Então que tal ler algumas dicas para prevenir problemas durante os preparativos e fazer o felizes para sempre, realmente feliz?
 
Não coloque seu noivo contra a família dele (e vice versa).
 
Mesmo que você não se dê bem com alguém da outra família, não coloque seu futuro marido (ou esposa) contra ele. Se algo incomoda muito, fale educadamente com seu noivo (noiva) em particular. Quem sabe podem encontrar juntos uma solução?

Decidam as coisas juntos.

Não ignore as opiniões um do outro. Vocês são um casal e as decisões devem ser tomadas junto. Mesmo que outros queiram se intrometer de alguma forma no planejamento do grande dia, a decisão final deve ser do casal. E cada um deve lidar com os membros intrometidos da sua própria família. Isso evita atritos desnecessários que podem gerar problemas mais sérios para o futuro.

Não fale muito sobre o casamento.

Não fale desnecessariamente sobre o seu casamento para todo mundo. Quanto menos falar, menos crítica ou palpite desnecessário vai ouvir. Evite contar detalhes sobre a festa, mantenha surpresa!

Delegue tarefas.

Se você decidir levar tudo sozinha até o fim do casamento, talvez esteja tão cansada que não consiga aproveitar a festa como deveria. Então, se contratou uma assessoria, faça uso dela. Isso vai ajudar o processo do planejamento ser menos estressante. Mas, caso não seja possível contratar uma assessora, peça ajuda para uma amiga, mãe ou alguém de sua confiança.

Não exclua a mãe e a sogra de todas as decisões.

As mães querem participar. Isso vai ser sempre assim. Mas você não precisa excluí-las totalmente ou deixar que elas tomem conta de tudo. Faça com que participem de algumas decisões, como por exemplo, leve-as junto na degustação dos docinhos, na escolha dos convites ou na reunião com o decorador. Elas precisam se sentir úteis e importantes. Com certeza, ficarão muito felizes!

Defina quem paga a conta.

O dinheiro é uma das principais razões de conflitos na organização do casamento. Quem paga a festa geralmente quer tomar todas as decisões. Mas a família não pode escolher tudo só porque está pagando. Com delicadeza, os noivos devem deixar claro que o casamento é deles e gostariam que a festa tivesse a cara deles, uma vez que os pais já tiveram seus casamentos no passado.

Se for possível o casal arcar com sua festa, isso fará com que se sintam livres para escolher o que quiserem.

Programe-se financeiramente.

A falta de programação pode arruinar o casamento antecipadamente. Os noivos podem perder facilmente o controle dos gastos. Então, anotem todas as despesas que tiverem, mesmo que bem pequenas. Mantenha tudo sob controle e na ponta do lápis. Quanto mais organização, melhor. Procure manter todos os recibos e contratos em um mesmo local. Se tiver facilidade, use uma planilha para controlar os gastos da festa!

Enfrente os imprevistos.

Nem tudo sai exatamente como a gente quer. Imprevistos podem ocorrer. Mas não se desespere. Não tomem uma decisão por impulso. Parem e pensem com calma no que pode ser feito em determinada situação. Por exemplo, um fornecedor que faliu, padrinhos que não poderão comparecer ou até algo mais grave, como a perda de um parente ou amigo perto da data do casamento.

(Pode copiar, sem problemas, mas não esqueça dos devidos créditos). 

Escreva pra gente!